‘Não estou com fuzil de guerra’, diz Eduardo Cunha

Presidente da Câmara tenta suspender no Supremo Tribunal Federal a ação penal na qual foi citado por um dos delatores do petrolão. Depois de romper com o governo, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), adotou tom mais ameno e até falou em “harmonia” entre os Poderes da República.

Ouça a reportagem abaixo: